Para Ziraldo, André Dahmer é “um cartunista machadiano vivendo nosso tempo”


Luiz Vassallo, Portal IMPRENSA

“Se você toca música para uma criança, ela vai dançar. Se você der uma caneta na mão de uma criança, ela vai desenhar” – é assim que, para André Dahmer, nascem os primeiros rabiscos. No entanto, os primeiros rascunhos não querem dizer que haveria os segundos, ou terceiros, mas sua vontade foi maior do que o usual. “Em algum momento, eu fiz diferente dos outros, pessoas que param de desenhar. Descobri que eu não conseguia ficar quieto com uma caneta e com um papel”. 

Da escola, ele gostava, mas “era a escola que não gostava de mim.” Tendo duas vezes reprovado até a quarta série, entrou com doze anos para o Centro de Arte Maria Teresa Vieira, onde não apenas aprendeu a desenhar, mas também a se endireitar na escola.“O bonito agora é poder voltar lá como professor”, comemora Dahmer que, aos 37, leciona artes plásticas em seu local de formação há um ano e meio.


Com naturalidade, a constante de sua trajetória, André, que saiu da faculdade de Design na PUC-RJ “com um pé na frente e outro atrás, não tinha emprego, nem nada, mas já tinha uma vontade de trabalhar com texto e desenho”, começou publicando seus primeiros cartuns para amigos em 2001, quando ainda estavam nos primórdios blogs e a comunicação via internet.

“Tinha um clima muito grande de ingenuidade no ar, não sabia que seria lido mais tarde por outras pessoas”, recorda-se da época em que não tinha como saber a quantidade de acessos à sua página. 


Quando o telefone tocou, não acreditou e pensou que fosse trote, mas era real. Fora convidado a desenhar para o extinto Jornal do Brasil na época em que Ziraldo assumira o Caderno B. “Foi também uma surpresa saber que alguém lia e queria publicar na mídia impressa”. De lá para cá, sua relação com a imprensa se intensificou e já teve obras publicadas também nos jornais O Globo, Le Monde e Folha de S. Paulo, nas revistas Piauí, Sexy Premium e Caros Amigos, no Portal G1, além de ter lançado cinco livros.”
Tirinhas: :André Dahmer
Artigo Completo, ::AQUI::

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...